experiências pessoais

Terceira participação no All American – Lutando com o dedo quebrado

Terceira participação no All American – Lutando com o dedo quebrado

3 minutos Em um texto anterior, relatei como foi minha primeira participação no campeonato pan-americano de Karatê Kyokushin, conhecido como All American Open. Alterando um pouco a ordem cronológica, vou pular da primeira para a terceira participação, onde defendi pela terceira vez o título de campeão do torneio. O ano era 2003, ano de mundial. No Karatê Kyokushin, o campeonato mundial principal, conhecido como aberto, onde não há divisões de peso, é realizado a cada quatro anos. Eu estava ansioso para participar pela primeira Continue lendo

Minha primeira participação no All American Open, em Nova York

Minha primeira participação no All American Open, em Nova York

5 minutos Aos 19 anos de idade, lutei pela primeira vez no campeonato pan-americano de Karate Kyokushin. Na época, o evento tinha o nome de America’s Cup, mudando no ano seguinte para All American Open. All American era só o nome mesmo, pois o evento geralmente contava com atletas do mundo inteiro, sendo considerado por muitos um mini-mundial. O ano era 2001, e o mês, setembro. Se você tem boa memória, deve se lembrar do que aconteceu na cidade de Nova York no dia Continue lendo

E lá se foram dez anos…

E lá se foram dez anos…

5 minutos E lá se foram dez anos… O título mundial, objetivo alcançado por apenas dez pessoas na história do Karatê Kyokushin (sendo uma delas por duas vezes), é o sonho de grande parte dos praticantes da modalidade no mundo inteiro. Um desafio que reúne em três dias 192 atletas (no meu primeiro mundial foram 240), que lutam em uma chave única para que dali saia o campeão. A conquista deste título vem com a soma de diversos fatores. Desde pequeno, assistia aos vídeos Continue lendo

Uma grande jornada se inicia com o primeiro passo

Uma grande jornada se inicia com o primeiro passo

4 minutos Não me lembro exatamente do dia e do mês, mas o ano era 1990. Aos oito anos de idade conheci o Karatê Kyokushin através de meu pai, que treinava a modalidade. Na verdade, ele havia treinado quando tinha aproximadamente 18 anos, mas não deu prosseguimento devido a sua rotina de trabalho e obrigações com a família. Voltou a treinar quando eu já tinha mais ou menos sete anos de idade, e me levou para conhecer a academia no ano seguinte.   Lá, Continue lendo