Concentração nas modalidades de luta – parte 2

Tempo de leitura: 3 minutos

No artigo anterior, apresentei um resumo sobre o que é a concentração, sua importância no esporte e na atividade física, e os elementos que a compõem.

Neste segundo artigo serão apresentados alguns problemas relacionados à concentração.

Boa leitura!

 

Problemas relacionados à concentração

Como vimos no artigo anterior, a concentração é essencial para a execução de qualquer atividade.

Quando o indivíduo direciona o foco de atenção a coisas que não o ajudarão a cumprir a tarefa, começam a aparecer os problemas de concentração.

Muitas vezes esse foco é dado a pensamentos que levam o indivíduo a se concentra no que pode acontecer de errado na tarefa, ao invés de pensar no que ele deve fazer para as coisas darem certo.

A seguir veremos alguns problemas comuns relacionados à atenção.

 

Excesso de expectativa

É a situação onde a pessoa quer “adivinhar” o que irá acontecer. Nessa situação, acontece muito do indivíduo começar a pensar “e se”, o que causa muita instabilidade e preocupação.

“E se eu decepcionar minha família”, “E se eu não conseguir vencer”, “E se eu me cansar durante a luta”, são exemplos de situações de excesso de expectativa.

O que pode ocorrer também é o atleta, antes ou durante a competição, se preocupar por exemplo com “o que irá fazer com o dinheiro do prêmio”, ou seja, contando com a vitória antes que ela se concretize, e pior, focando em coisas que não tem a ver diretamente com a competição.

Pensamentos irrelevantes também podem ocorrer, como por exemplo contas que precisa se lembrar de pagar segunda-feira, encontro com a namorada, entre outros, são tipos de pensamentos capazes de tirar o foco do praticante, sendo muito frequente sua ocorrência durante as aulas de artes marciais.

 

Fadiga

Alguém que se encontra exausto tem a sua capacidade de se concentrar e tomar decisões diminuída, por isso a fadiga é um problema na prática e competições de lutas.

A falta de condicionamento físico é um fator que faz com que a pessoa chegue à fadiga com mais facilidade, impedindo-o de se concentrar na tarefa.

 

Foco em acontecimentos passados

Um erro cometido em uma competição pode gerar não apenas uma derrota, mas uma espécie de trauma que, se não for superado, criará um bloqueio no atleta, fazendo com que ele se preocupe em excesso, levando-os muitas vezes a cometer os mesmos erros de antes.

 

Atenção exagerada à mecânica corporal

Aqui se encaixa aquele conceito explicado anteriormente, onde quanto mais a atenção estiver direcionada para “dentro do corpo”, menos fluidos e precisos os movimentos se tornam.

Assim como a pessoa que já sabe dirigir terá sua atenção desviada se se preocupar demasiadamente em como está pisando nos pedais ou segurando o volante, o praticante experiente, que já sabe executar os movimentos, pode ser menos efetivo se focar tanto em como os está executando.

 

Amarelar sob pressão

Algumas condições podem fazer a pessoa “amarelar”, no caso de uma competição.

Entre elas estão a importância da competição, o nível dos oponentes e o modo como as pessoas próximas avaliam seu desempenho e suas chances na competição.

Isso pode causar tanto mudanças físicas quanto na atenção.

A musculatura fica mais tensa, a frequência cardíaca aumenta, fazendo com que aumente também a frequência respiratória.

Perde-se a capacidade de atenção seletiva e a consciência da situação.

Com isso, a coordenação motora fica prejudicada a fadiga muscular chega mais rapidamente. O indivíduo começa a tomar decisões precipitadas e prestar atenção a situações que não são relevantes à tarefa.

 

Esses são alguns problemas relacionados à concentração que, tanto atletas de modalidades de combate quanto praticantes comuns podem encontrar, e que podem atrapalhar seu desempenho.

No próximo artigo, trarei algumas formas de melhorar a concentração.

Se achou que este artigo foi útil para você, compartilhe para que mais pessoas possam se beneficiar das informações aqui encontradas.

Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *